Serviço de permuta ajuda empreendedores a reduzirem prejuízos durante a pandemia


A atual situação do Brasil, envolvida por uma crise econômica e pela pandemia causada pelo novo coronavírus,  gera receio aos donos de negócios. Diante disso, empresários de todo país têm buscado estratégias versáteis e eficientes para sustentar o caixa, como a prática da permuta. 

Essa é uma modalidade de negociação antiga que adquiriu versatilidade com as novas tecnologias. Em Goiânia, a franquia Clube da Permuta é uma opção para quem busca incrementar os investimentos e reduzir seus custos. A empresa  reúne empresários de vários ramos para fazer trocas multilaterais, sem a utilização de moeda financeira.  A associação atua com 23 unidades por todo o país e  está no mercado goiano desde novembro de 2019.

A psicopedagoga e Master Coach Eliane Cardoso Teixeira Alves, de 46 anos, faz parte do Clube e tem usado a plataforma para impulsionar suas consultas virtuais. “Eu nem imaginava o quanto essa associação poderia me ajudar, principalmente nesse momento de crise! Atualmente estou tendo que desenvolver várias habilidades para meus atendimentos online! Com isso tenho usado o clube de permuta para me ajudar como na criação de vídeo e divulgação do meu trabalho!”.

Eliane já contratou procedimentos estéticos, videomakers e serviços odontológicos utilizando a ferramenta de troca. Ela conta que escolheu o Clube da Permuta “Pela organização, estrutura, atendimento, serviços dos associados, e por entender que esta é uma tendência que está muito em alta.”.

O dentista Jefferson Amaral Correia, de 43 anos, também é usuário da plataforma e encontrou no modelo de negócio uma forma de economizar. “ A vantagem de participar do clube, em um momento difícil como este, é que você não precisa dispor do seu capital  para adquirir algo que precise. Assim, posso investir meu dinheiro guardado em outras prioridades momentâneas.

Como prestador de serviços, Jefferson realizou diversos tratamentos e  conseguiu trocar um carro, que estava parado em sua garagem, por  uma casa, permutando a diferença de valores. Ele considerou a confiabilidade no Clube da Permuta para aderir ao grupo. “Aqui em Goiânia as pessoas são confiáveis e bem selecionadas.”.

O empresário Luiz Fernando Roman é um dos responsáveis da franquia goiana e tem observado crescimento no número de trocas e adeptos à associação. “Nesse momento de crise,  muitas empresas estão entrando para a plataforma em todo Brasil. Isso está acontecendo aqui em Goiânia também. Com a permuta, o empresário tem a oportunidade de continuar vendendo seus produtos e pode se relacionar com os outros associados de forma virtual. O relacionamento que gera negócio e nesse momento de pandemia, o relacionamento não acabou, só mudou de forma.”. Além do site, o clube realiza encontros mensais entre os donos de empresas para fomentar negócios.

As trocas no Clube da Permuta  não exigem a movimentação de grandes quantias em dinheiro. O pagamento é feito em moeda interna da plataforma, o PERMUTZ (PZ$). As transações funcionam como uma conta corrente em que clientes acumulam créditos ou débitos que podem ser consultados no site do clube e trocados por outros produtos e serviços. Todas as empresas associadas são criteriosamente avaliadas antes de receberem o limite de transação.

Para quem quer diminuir os prejuízos da crise, com a ajuda do Clube da Permuta, Luiz Fernando tem alguns conselhos. “A grande dica é pagar os serviços essenciais que a empresa precisa através da plataforma. Bons exemplos são os contratos de contabilidade, advocacia, medicina e segurança do trabalho, marketing e assessoria de imprensa. Dessa forma, a empresa pode manter os serviços que te trarão resultados financeiros e não precisará comprometer seu caixa com os pagamentos mensais.”.

O empresário também  alerta para o consumo desregrado. “Muitos usuários ficam “corajosos” dentro da plataforma, no sentido de adquirirem coisas ou serviços que não comprariam se tivessem que pagar em reais. Aquisição de imóveis e carros são viabilizados através da plataforma, e alguns serviços não essenciais como cirurgia plástica, que  também é muito procurado no Clube. Mas considerando o momento de pandemia, é melhor  escolher as trocas de produtos e serviços fundamentais.”, ressalta Luiz Fernando.


3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo