top of page

Período frio agrava dores na coluna

Estima-se que  67% das pessoas com dores crônicas sentem piora em seus sintomas com as alterações climáticas


As mudanças de temperatura provocam alterações importantes no funcionamento do organismo dos seres vivos. O período frio leva algumas árvores a perderem a folhagem e animais se isolarem, inclusive passando por longos períodos de hibernação. Com os seres humanos não é diferente – o corpo sente os efeitos do frio. Estima-se que 67% das pessoas com dores crônicas sentem piora em seus sintomas com as alterações climáticas. A coluna vertebral, por exemplo, é muito suscetível à variação de temperatura. 

“Quando estamos expostos a baixas temperaturas, os músculos e tecidos conjuntivos que envolvem a coluna contraem, esse encolhimento pode resultar em tensão muscular, rigidez e inflamação, levando o paciente a sentir dores na coluna”, explica é o médico Túlio Rocha, neurocirurgião especialista em coluna. “No frio estamos em constante defesa das baixas temperaturas, realizando assim uma contração involuntária da musculatura para aumentar a temperatura e aquecer todo o nosso organismo”, completa. 


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 80% dos adultos irão sentir dor na coluna alguma vez ao longo da vida. Entretanto, apesar da alta prevalência, apenas 5% da população procura auxílio médico anualmente. Com a chegada do inverno, as queixas de dores nos ossos e nas articulações aumentam. 


O motivo da dor na coluna não é o mesmo para todos os pacientes e ela pode inclusive ter mais de uma origem. “As causas musculares geralmente estão associadas com estresse, ansiedade, tensões e sobrecargas da rotina, outra causa recorrente é o estiramento muscular que está associado a exercícios conduzidos de forma errada ou má postura, a dor pode ainda ser resultado do desgaste do disco intervertebral, presente em todos os indivíduos a partir do envelhecimento”, destaca o neurocirurgião. 


Existem tratamentos para as dores na coluna causadas pelo frio, que variam de acordo com a gravidade do problema e a intensidade da dor. “Para casos mais brandos pode ser recomendada a fisioterapia, com a aplicação de técnicas de massagem e exercícios terapêuticos focados na melhora da função da coluna e consequentemente na redução da dor”, orienta Túlio Rocha. Quando o problema na coluna é mais grave, o tratamento pode exigir a aplicação de procedimentos intervencionistas como os bloqueios nervosos e as injeções epidurais são soluções para dores intensas. 


O neurocirurgião explica ainda que em casos severos pode haver a necessidade de realizar a cirurgia na coluna, com procedimentos como descompressão nervosa, fusão espinhal ou substituição de disco para aliviar a dor e corrigir problemas estruturais. Em casos de dor crônica na coluna, pode ser recomendado o implante de um dispositivo de estimulação medular. Esse dispositivo emite impulsos elétricos suaves para modular os sinais de dor antes que eles atinjam o cérebro, proporcionando alívio significativo”, exemplifica Túlio Rocha 


De acordo com o neurocirurgião, em alguns desses casos também pode ser indicado o uso temporário de analgésicos. “Os medicamentos são artifícios muito válidos, mas é preciso que haja a recomendação médica para a aplicação dos narcóticos, pois a automedicação pode acabar camuflando o problema real e agravando o quadro do paciente”, alerta Túlio Rocha. 


Mas frio não precisa ser sinônimo de dores na coluna, existem estratégias para prevenir a dor com a chegada do frio, que podem parecer simples, mas tem grande impacto na qualidade de vida de quem sofre com a dor. “Usar roupas quentes e camadas adicionais para se manter aquecido ajuda a evitar a contração dos músculos e a reduzir o enrijecimentoda coluna”, orienta o médico. 


O funcionamento regular da coluna vertebral está relacionado com o estilo de vida das pessoas e isso não é diferente na época do frio. Por isso, o médico aconselha hábitos e condutas que devem ser mantidas ao longo do ano inteiro. “Pratique atividades físicas regularmente, mantenha uma boa postura e dedique alguns minutos do dia para realizar exercícios de alongamento para a coluna. Esses hábitos são muito benéficos, pois ajudam no relaxamento dos músculos e na melhora da flexibilidade”, explica o neurocirurgião especialista em coluna. 

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page