Meu tempo com Ele (parte I)

Atualizado: 19 de Jul de 2019


Foto: Google. Se você é o autor dessa foto, envie-nos um email para mesclee@gmail.com e colocaremos os créditos devidos.

Todos os dias, em algum momento dele, tenho pelo menos 5 minutos com Deus. Sim! O chamo de Deus, de Pai, de Amigo, de Luz Divina, essa menos que aquelas. Comecei depois de algumas leituras sobre transmutação e física quântica bem despretensiosa, mas não posso negar que sempre envolvida. 

Leio Osho, mesmo depois do choque de realidade ao assistir o documentário sobre ele; tenho vontade que leiam a minha mão; sinto falta quando fico muito tempo sem ir as missas na Igreja Rosa Mística; saio renovada depois de algum passe mediúnico no Centro Espirita Alan Kardec e não passo um dia sem escutar música gospel pela manhã (sou daquelas que levanto os braços, fechos os olhos e sinto o louvor tocar meu ser).

Não sei vocês, mas eu, uma amante declarada da individualidade, aquela que ama chegar em casa e escutar a doce melodia do silêncio, não conseguiria viver na solidão. A tal solidão cujo não há meios de enxergar a si e o que há em nossa essência. 

Quando me conheci, entendi que me permito viver em uma forte energia, que se eu não chamar de Deus, eu, sinceramente, não saberia dizer o que é. Quando me preenchi de mim, vi transbordar do meu corpo Luz... Eu consegui enxergar Luz em todo o meu ser e o sinto recarregá-lo a cada 5 minutos que dedico do meu dia para isso. Converso, digo que mereço, aviso que estou pronta e... Realmente estou!

Não. Esse texto não é um testemunho... deveras, não tenho muito traquejo para essas coisas. É, portanto, uma maneira de sugerir a você acreditar que o que sai de dentro de nós é poderoso, vem do além, do além que você queira acreditar. Então, que saia ideias, vontades e ações positivas, porque você merece!

0 visualização