Lady D, todas as vezes que a princesa do povo quebrou o protocolo Real.

Texto: Yelena Crescente

Fonte: Vogue Italia


É certo que Lady Diana é uma das figuras mais icônicas da família real. Uma verdadeira e estranha que ano após ano soube conquistar o coração dos habitantes do Reino Unido (não só eles) graças a ser uma espécie de tratado de união entre as pessoas comuns e a família real que sempre foi vista com distância. O segredo da popularidade? Muito provavelmente as suas numerosas infrações ao protocolo real que realmente a fez a princesa do povo. Atenção, portanto, na utilização dessa expressão: não estamos falando de classe social e sim de compreensão em suas escolhas e em seu comportamento, em um contexto como aquele da família real na qual ritos e regras são codificados e imutados há séculos.

Todas as vezes que Lady Diana infringiu a tradição real


1- Escreveu suas promessas matrimoniais:

Diana foi a primeira a reescrever as promessas matrimoniais da família real. Diana, de fato, mudou as regras, recusando-se a dizer que obedeceria Charles. Mesma coisa que Meghan fez 30 anos depois.



2- Escolheu pessoalmente seu anel de noivado:

Normalmente, os anéis de noivado da família real são feitos exclusivamente. Diana, ao contrário, escolheu seu anel, que agora é de Kate, no catálogo da Garrand.


3- Foi uma mãe muito presente:

A Rainha deixou o príncipe Charles aos dois anos sob os cuidados dos seus avós para que ela pudesse ir a Malta passar o Natl com Giorgio VI, seu pai. Diana sempre recusou deixar os filhos sozinhos sendo muito, muito presente. Quando William tinha só 9 meses, Diana quis ir com ele e Charles para um tour na Austrália.

4- Diana queria para o filho uma vida "não real":

Escola pública, experiências comuns, viagens de ônibus, fila na Disney como todos, bicicleta, jeans e boné de baseball, visitas aos hospitais, aos refugiados e sem-tetos: Diana quis que Harry e William crescessem no mundo real, fora da bolha de proteção da monarquia inglesa, na criação de um legado empático com o mundo (coisa que tanto Willian quanto Hanrry desenvolveram).


5- O relacionamento com a imprensa:

Diana sempre foi "franca": ao contrário da discrição da realeza, a princesa contrastou um universo de declarações à imprensa, noticias de primeira mão e confissões de coração aberto. Do casamento conturbado à admissão de suas traições. Diana nunca desistiu de contar as coisas como eram ou haviam sido.

6- O relacionamento com a moda:

Diana talvez tenha sido a primeira princesa a entender a importância comunicativa da moda e de como um vestido, comparado a outro, pode dizer muito de quem o veste, mas ainda pode dizer muito sobre o lugar daquele que o veste.

7- Ela entendeu a altura de Sua Alteza:

Diana foi o primeiro membro da família real a aproximar-se para falar na mesma altura das crianças para olhar em seus olhos. ""Se você falar com uma criança ou com um doente, coloque-se a altura dele."

3 visualizações0 comentário