Conheça mitos e verdade sobre a batata inglesa

Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, explica sobre as polêmicas nutritivas relacionadas à hortaliça, que é considerada um dos alimentos mais consumidos do mundo

Assada, cozida ou gratinada, a batata inglesa se tornou um dos alimentos mais consumidos pelo brasileiro devido à sua versatilidade no prato. De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), estima-se que mais de um bilhão de pessoas consumam a hortaliça em todo o mundo, o que movimenta uma produção anual de 330 milhões de toneladas. Esse tubérculo é um grande aliado para a alimentação, contudo, ultimamente está sendo considerado o vilão das dietas. Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, explica que a batata é fonte de carboidratos complexos, o que tem causado grandes polêmicas nutritivas.

"O seu tipo de carboidrato contempla uma grande cadeia de glicoses. Sempre devemos lembrar que a quantidade ingerida de qualquer alimento deve estar de acordo com as nossas necessidades nutricionais individuais. O consumo excessivo de batata, como de qualquer outro alimento, pode favorecer o aumento de peso, sim", informa.

De todo modo, é válido destacar que o alimento é uma fonte rica de potássio, fósforo e cálcio, o que traz grandes benefícios para a saúde cardíaca, muscular e óssea. Para não restar dúvidas, confira alguns mitos e verdades sobre a batata inglesa: Batata inglesa engorda mais que outras batatas – MITO Segundo Renata, as variedades de batata são muito parecidas em relação ao teor calórico e até mesmo em relação ao teor de carboidratos. Não podemos comer batata todos os dias – MITO “As batatas podem ser nossa fonte de carboidratos nas refeições, como ocorre em diversos países em que a base das principais alimentações não é o arroz com feijão, como ocorre aqui no Brasil”, informa. Batata inglesa é uma boa fonte energética - VERDADE Ela é uma boa fonte de carboidratos complexos, que nos fornecem energia de forma gradual após a ingestão. Podemos consumir batata com arroz – VERDADE O problema não é misturar carboidratos, mas sim a quantidade total ingerida em uma refeição. Portanto, podemos misturar mais de um tipo, desde que em quantidades moderadas. Dicas Com um conhecimento aprofundado do assunto, agora já é possível cozinhar a hortaliça sem medo. Para colocar a mão na massa, a nutricionista do Oba Hortifruti aconselha que o cozimento seja feito com casca, com intuito de preservar o teor de minerais. Essa parte exterior, inclusive, pode ser consumida após esse processo, não sendo necessário retirá-la. "Caso a pessoa opte por descascar, o ideal é que não o faça depois de muito tempo de preparo, pois as batatas tendem a oxidar e apresentar aspecto escurecido", aconselha. Além disso, as batatas cozidas no vapor ou assadas preservam mais nutrientes que as batatas cozidas na água. Importante reforçar que, embora seja uma queridinha de muitas pessoas, a batata frita não deve ser a única forma de consumo da batata. É preciso apostar em formas mais saudáveis e arriscar novas formas para serem incluídas no cardápio. Para ficar mais fácil, Renata indica quatro receitinhas de dar água na boca com o uso desse tubérculo. Confira:


Batata Hasselback 4 batatas grandes Azeite, sal, pimenta e alecrim a gosto 1) Fatie as batatas de modo que a base não seja cortada (fatias unidas pela base de cada batata). 2) Tempere com sal, pimenta e ramos de alecrim, finalizando com azeite regado entre todas as fatias. 3) Embrulhe no papel alumínio e leve ao forno por cerca de 20 minutos. 4) Retire o papel e volte ao forno até que as batatas fiquem douradas.


Omelete de batata 1 batata cozida e amassada 3 ovos 2 col de mussarela ralada 2 col de sopa de cheiro verde picado Sal e pimenta a gosto 1) Misture todos os ingredientes e leve para cozinhar em uma frigideira untada com azeite ou óleo. 2) Cozinhe dos dois lados, até que fiquem dourados.


Bolinho de batata 4 batatas cozidas 4 col de sopa de farinha de trigo 2 ovos 6 col de sopa de parmesão ralado 1 col de sopa de orégano Sal a gosto Azeite para untar e gergelim para empanar 1) Misture as batatas cozidas, o trigo, os ovos, o parmesão, o orégano e o sal. 2) Faça uma massa homogênea e modele no formato que desejar. 3) Unte cada bolinho com o azeite e passe em semente de gergelim para empanar. 4) Leve ao forno por cerca de 40 minutos ou até que fiquem dourados.


Gratinado de batatas 5 batatas em rodelas 3 ovos 1 lata de creme de leite 100ml de leite integral Azeite a gosto Pimenta do reino e sal a gosto Salsinha a gosto Queijo ralado a gosto 1) Cozinhe as batatas, deixando-as al dente e acomode-as em um refratário untado com o azeite. 2) Misture os ovos, o creme de leite, o leite, o sal, a pimenta e a salsinha. 3) Cubra as batatas com o creme e polvilhe o parmesão suficiente para cobrir toda a preparação. 4) Leve ao forno até que o queijo fique dourado.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo