As Quatro Leis da Espiritualidade da Índia.



Texto: Karen Marques

Faz sentido se eu disser para você, que tudo tem um momento certo para acontecer? Costumo dizer que não estamos atrasados e nem adiantados em absolutamente nada em nossas vidas.

Estamos no momento certo e no lugar certo. Quanto mais tempo compreendermos e aceitarmos esse fato, maior será a probabilidade de termos uma vida com plenitude e menos ansiedade.

Na cultura indiana existem as 4 leis da espiritualidade, a qual reforça tal pensamento. A primeira lei nos diz:

“A pessoa que vem é a pessoa certa”

Já parou para pensar sobre as pessoas que entram e saem das nossas vidas? Quantas delas deixam ensinamentos que talvez não aprenderíamos com anos de experiência. Todas as pessoas, mesmo que seja por uma breve passagem vem para nos ensinarmos algo. Apenas devemos permitir que elas entrem e saem sem a necessidade de questionamentos ou cobranças. Compreendermos isso nos faz entender que todos temos uma missão na vida um do outro, e que essa missão as vezes poderá ser breve, duradoura ou até mesmo eterna.

A segunda lei é tão simples e tão forte quanto:

“Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido”.

Quantas vezes nos questionamos sobre os acontecimentos, imaginando que poderia ter sido diferente se tivéssemos feito assim ou assado. Pois bem, aceitarmos que as coisas que nos acontecem é porque deveria ter acontecido e que precisamos aprender com tais acontecimentos nos livra dos interrogatórios do imaginário, daquelas perguntas que não teremos as respostas porque o que precisou acontecer já aconteceu, e nada poderá mudar esse fato, apenas devemos aprender e seguir em frente.

“Toda vez que você iniciar é o momento certo“

Eis a terceira lei que reforça que estamos aonde deveríamos estar. Sabe aquelas cobranças sobre carreira, casamento, filhos e tantos outros assuntos? Pois bem, tudo acontece na naturalidade do tempo. As vezes demoramos para tomarmos decisões sobre alguns aspectos em nossas vidas e quando menos esperamos, eis que o dia amanhece e tomamos a iniciativa de começarmos aquele projeto, de dizermos sim ao matrimônio, de comprarmos aquela passagem e mudarmos de país etc. Apenas precisamos da permissividade de vivermos, que quando chegar o momento certo, quando estivermos prontos, tudo irá fluir naturalmente.

E por fim, a última lei nos diz:

“Quando algo termina, termina “

Nossa vida é cíclica. Um ciclo precisa se fechar para que outro se inicie e absolutamente tudo o que nos acontece é para o nosso aprendizado. Aceitarmos e passarmos pelo processo do fim entendendo que outras experiências maravilhosas estão a nossa espera é a melhor forma de contribuirmos para a nossa evolução como ser humano.

Portanto, que estejamos vivendo a vida com a certeza de que tudo está exatamente aonde deveria estar.

0 visualização