Antifrágil

Texto: Karen Marques

“Ela pode ser frágil como uma flor, ou frágil como uma bomba”. Me recordo de ter lido essa frase em algum post da rede social. Confesso que me diverti com a analogia, chegando à identificação até certo ponto.

A palavra fragilidade é associada a algo delicado, que se quebra fácil, que se despedaça inteiro e ao associá-la a uma bomba (não que ela não se despedace também) o interessante é que diferente da flor que é tão singela, a bomba causa estrago. Aliás, diga-se de passagem, um belo estrago. Quem nunca leu nas fitas coladas nas caixas de papel nas mudanças: Cuidado, frágil! Quem nunca percebeu num olhar, numa fala engasgada, num sorriso meio torto ou em uma respiração mais profunda: Cuidado, frágil. Quem nunca reparou num passar de mãos no cabelo com mais força, em um tampar a respiração como se estivesse sentindo-se sufocada. Num franzir de testa ou num morder dos lábios, a mensagem: Cuidado, frágil.

Cada um, em cada momento, tem a sua própria fragilidade. Uns como uma flor, outros como uma bomba.

Portanto, não subestime a fragilidade do outro. Você nunca saberá o nível. Por vezes acabamos confundindo uma pessoa frágil como fraca, sensível, insossa, entre outros. Mas, muito se engana. Todo ser carrega dentro de si fortalezas que são desconhecidas até o momento que faz-se necessário utilizá-las e é nesse momento que somos surpreendidos.

Me recordo de uma colega de trabalho que era considerada a pessoa mais calma que eu já havia conhecido até então, a voz, os passos, absolutamente tudo era aparentemente frágil. “Aparentemente”. Ali eu presenciei a transformação da flor para bomba e confesso que fiquei extasiada. Fiquei por horas pensando em como desconhecemos os limites daqueles que nos cercam e a necessidade de tratar a todos com respeito, afinal pode ser que uma granada exploda na sua cara.

Depois desse fato, acho improvável alguém que nunca tenha explodido. E esse é o encanto, não ter escrito na testa o que se é. Não importa o grau de fragilidade ou o quanto se é Antifrágil. Não importam o que dizem, desde que exista respeito entre você e os demais, está tudo certo.

Seja uma flor ou uma bomba, apenas seja você.

47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

365 Dias